Maria Ivone Vairinho e Poetas Amigos

Outubro 28 2010

Fragmentos de Poesia

publicado por Cecilia Rodrigues às 12:57

Outubro 27 2010

 

Não quero escritos intimistas

não quero o papel crivado de “eus”

mas soltar-me de tais amarras

opressoras, individualistas

que me asfixiam com os seus egocentrismos.

Vou ser alguém liberta disso tudo

solta de todos os sufocantes egoísmos

do meu ego

e nego

a mim própria

qualquer retrocesso de pensamento

ou atitude

e vou abraçar o mundo

no seu movimento inconsciente

onde a virtude está precisamente

no seu rodar mudo.

Mas também sei que no seu “livre” rolar

eu vou lá estar

sempre presente.

 

Mas...voltei novamente ao meu egocentrismo.

 

Liliana Josué

 

publicado por cantaresdoespirito às 18:35

Outubro 27 2010

Cheira a café

do antigo

daquele de cafeteira ao lume

no fundo borra, pé.

Sigo o aroma, deslizo pela janela

e nela solto pensamentos.

O gume aguçado do brilho

das suas lâminas

retraçam minha carne.

Persigo o cheiro teimosamente

café antigo

com borra e pé.

Corto o atilho que nervosamente

se enrola na garganta

só quero o cheiro do café!

 

Liliana Josué

publicado por cantaresdoespirito às 18:30

Outubro 25 2010

Nesta quase-cidade adormecida

Onde os prédios, de pálpebras cerradas,

Choram gatos em cio, cumprindo a vida

Em muito ocasionais águas-furtadas,


Mora um estranho silêncio que, à partida,

Me embebeda em luares e madrugadas

Mas, depois, me interpela: - “Alma perdida,

Porque sonhas Floresta, olhando estradas?


Porque te detens tu sobre o cimento

Quando um choupo te espera, já sedento,

Estendendo-te os seus ramos desfolhados?


Porque te detens tu, porque não corres?

Numa noite qualquer, detens-te e morres

Sem que alcances seus braços já cansados… ”


 


Maria João Brito de Sousa

publicado por Maria João Brito de Sousa às 12:20

Outubro 25 2010

“Confrades,” meus parabéns

Pelo teu aniversário

Pelos poemas que tens

Hás-de tornar-te lendário

 

Ao nosso presidente

Um carinho especial

È perfeito, persistente

Faz do site seu ideal.

 

Que dizer da São Tomé?

Tão meiga, conciliadora?

È uma mulher de fé

Poética, inspiradora.

 

O meu amigo Euclides

Nisto já é veterano

Tão poéticas suas lides

Visita-nos ano, após ano.

 

E a Ivone Vairinho

È a ternura em pessoa

Para ela o meu carinho

Uma jóia rara e boa.

 

E ao amigo Reis Costa

Que do site está em férias

Volte sempre em resposta

Às minhas discretas lérias

 

E ao confrade Amadeu

Qual príncipe encantado

A esse convido eu

Para ser meu namorado.

 

E sobre o Pedro Valdoy

Um poeta dedicado

Quando a saudade lhe dói

É que ele fica inspirado.

 

José Manuel Vaz Jacinto

Rapaz de grande talento

E eu penso que não minto

Se disser que é um portento.

 

Eu um dia sachei milho

Hoje, poeta diligente

Da Maria Petronilho

Leitora consequente.

 

A Moncarcho, o Agostinho

Poeta que se admira

O saúdo com um vinho

Das terras de Odemira.

 

Fernanda Lúcia, minha amiga

Das fainas da poesia

Minha saudade se mitiga

Com tua escrita de magia.

 

E que pensar de Sustelo?

Uma ponte para a amizade...

Não é nenhum pesadelo

Antes sonho e claridade.

 

Com admiração verdadeira

Cumprimento Joaquim Evónio

Ele veio lá da Madeira

Não é nada possidónio.

 

Rosa Dias, poetisa

Ex-libris do Alentejo

O meu bairrismo enfatiza

Nos dias em que te vejo.

 

Para não esquecer ninguém

Alguns nomes desconheço

Homenageio também

A todos com muito apreço

 

MARIA VITÓRIA AFONSO 

publicado por appoetas às 12:01

Outubro 25 2010

ADORO


Adoro esse teu rosto, a forma suave
Adoro o teu sorriso de cetim
Adoro a tua alma (e tenho a chave)
Adoro o que tens sido para mim


Adoro. E nem sequer há quem me trave
Adoro-te qual flor de algum jardim
Adoro como adora o ninho, a ave,
Adoro quanto és... sem mais... assim


Adoro. E de adorar-te não me farto
Quer seja em pleno amor tido num quarto
Quer seja dia a dia quando falas


Adoro o que me dizes, por ser mago...
Adoro o teu silêncio e me embriago
Se um beijo tu me dás quando te calas.


Joaquim Sustelo
(em CAMINHOS DA VIDA)

publicado por tardesdeoutono às 08:36

Outubro 23 2010

Olá prezados amigos

 

RELIGIÕES
Se o verdadeiro amor ao próximo e a Deus e o conceito da paz  fossem temas
predominantes nas RELIGIÕES, certamente que o nosso mundo seria um lugar
muito mais aprazível para se viver....Veja esta minha versão poética sobre as RELIGIÕES.

 

Entre por aqui:    www.euclidescavaco.com
e clique em poema da semana.

 

Desejos duma excelente Quinta Feira
Euclides Cavaco
cavaco@sympatico.ca

 

Aceite o meu convite e venha tomar comigo um cálice de poesia.
Entre por aqui na minha sala de visitas e saborei da que mais gostar...
www.ecosdapoesia.com

 

 

publicado por appoetas às 05:02

Outubro 21 2010

A próxima paragem será minha,

Não quero partilhá-la com ninguém…

Devolvo à terra o que da terra vem

E voo em negras asas de andorinha


Se, ao parar, a minha alma se encaminha

Para o que, cá na Terra, nunca tem,

Eu paro de vontade e vou por bem

Aonde me levar essa avezinha…


A minha ambiguidade funcional

Aponta-me o caminho e, afinal,

Ainda tenho tanto pr`a escrever…


Talvez seja depois, muito mais tarde,

Que me surja a paragem – Deus me guarde!

[eu sei lá quanto tempo irei viver!...]

 

 


Maria João Brito de Sousa

publicado por Maria João Brito de Sousa às 17:45

Outubro 19 2010

Ao romper da aurora

Amanheceu sem demora

Com uma nuvem de Luz

Enviada por JESUS!......

Em XI de Maio sorriram

Todas as janelas se abriram.

 

 

Gente em multidão

Numa santa devoção

Donde vieram não sei

Fies na redenção

Deram o seu coração

P’ra BENTO XVI!.....

 

 

Todos pediram com Amor

E bandeiras em fervor

Receberem um abraço

Junto ao Terreiro do Paço

Tanta esperança concedeu

Só carinho recebeu!..........

 

 

E por nós em FÁTIMA

À NOSSA SENHORA graças deu!

 

 

Emília Azevedo

 

publicado por appoetas às 05:33

Outubro 19 2010

Naquele dia estava numa solidão

Mas, algo me fez companhia

Teve de mim compaixão!

Senti um toque na janela

Não era gente

Era uma chuva singela!

 

Corria gota a gota

Nos vidros das minhas janelas

Tão lentas e suaves

Que fiquei olhar p’ra elas.

Esqueci que estava só

E que via coisas belas!

 

Perguntei às gotas da chuva

Porque batem assim nas janelas?

A chuva é sempre tão forte

E hoje tem tanta cautela!

A chuva me respondeu

Sussurrando ao meu ouvido.

 

Sem falar ela dizia

Há sempre dias de sorte

Que acabam com a nostalgia.

Sou chuva não sou morte

Se gostares, olha p’ra mim

E esquece a melancolia!

 

 

Emília Azevedo

 

publicado por appoetas às 05:31

Este blogue está aberto aos co-autores e Poetas Amigos de Maria Ivone Vairinho
Outubro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15

17
20
22

24
26
29
30

31


links
pesquisar
 
Tags

11 poemas inéditos de carlos cardoso luí(1)

25 anos app(11)

ada tavares(18)

adriano augusto da costa filho(39)

albertino galvão(11)

albina dias(18)

alfredo martins guedes(2)

ana luísa jesus(4)

ana patacho(3)

anete ferreira(3)

antónio boavida pinheiro(22)

app(5)

armindo fernandes cardoso(3)

bento tiago laneiro(5)

carlos cardoso luís(13)

carlos moreira da silva(2)

carmo vasconcelos(22)

catarina malanho semedo(2)

cecília rodrigues(48)

cláudia borges(8)

dia da mãe(8)

dia da mulher(9)

dia do pai(6)

donzília martins(8)

edite gil(68)

elisa claro vicêncio(4)

euclides cavaco(100)

feliciana maria reis(4)

fernando ramos(20)

fernando reis costa(3)

filipe papança(11)

frances de azevedo(2)

gabriel gonçalves(14)

glória marreiros(20)

graça patrão(6)

helena paz(15)

isabel gouveia(3)

jenny lopes(11)

joão baptista coelho(1)

joão coelho dos santos(7)

joao francisco da silva(4)

joaquim carvalho(3)

joaquim evónio(9)

joaquim sustelo(70)

judite da conceição higino(4)

landa machado(1)

liliana josué(45)

lina céu(5)

luis da mota filipe(7)

manuel carreira rocha(4)

margarida silva(2)

maria amélia carvalho e almeida(6)

maria clotilde moreira(3)

maria emília azevedo(5)

maria emília venda(6)

maria fatima mendonça(2)

maria francília pinheiro(3)

maria ivone vairinho(14)

maria jacinta pereira(3)

maria joão brito de sousa(69)

maria josé fraqueza(5)

maria lourdes rosa alves(4)

maria luisa afonso(4)

maria vitória afonso(8)

mário matta e silva(20)

mavilde lobo costa(22)

milu alves(6)

natal(16)

odete nazário(1)

paulo brito e abreu(6)

pinhal dias(9)

rui pais(8)

santos zoio(2)

sao tome(10)

susana custódio(15)

tito olívio(17)

vanda paz(23)

virginia branco(13)

todas as tags

subscrever feeds
blogs SAPO